quinta-feira, 2 de março de 2017

Estrelas pra iluminar frenéticamente a praia"








"E

um abraço bem apertado.
Um olhar mais que profundo,  que diria tudo que tentava , mas não conseguia expressar.
Em um quase sussurro deixa escapar:
'quero ver você sorrir com os olhos' "
Essa cena em forma de frase fora o suficiente para que o sonhar se descortinasse em um turbilhão de emoções que o pensamento não cabia mais dentro da mente.
Buscava razão para tal despertar naquele outro que apenas passava pelo caminho e
descuidadamente se cruzaram.
O olhar trocado foi de um 'que' de eternidade, tiveram que passar tão próximos um do outro que o vento cúmplice do destino fez com que sentissem o cheiro um do outro,
não do perfume,
mas da essência de cada um.
Momento quase epifânico...
provocou um encontrão, a carteira de cigarros foi ao chão, de alguma forma alguns saltaram
 perdendo-se.
Se ela mal sabia o que dizer tentando esconder o olhar que a denunciava.
Ele por sua vez, prestava bem atenção.
Fora sem dúvida o culpado pelo acidente. 
Enquanto ela se refazia, um vento chegando não se sabe de onde, desses que do nada formam redemoinho.Pois veio enquanto ele abaixado tentava recolher a carteira de cigarros, 
tentava é verdade mas sem tirar os olhos um só instante  dela. Exatamente nesse momento, sem pensar muito diz de uma só vez:
"Um olhar mais que profundo, que diria tudo que tentava , mas não conseguia expressar.
Em um quase sussurro deixa escapar
"Quero ver você sorrir com os olhos".
Foi nesse exato momento que o vento redemoinho vindo de surpresa  levanta de uma vez e de todo a saia rodada que cobria seus segredos mais bem guardados.
A saia cobre o rosto, mas descobre a face oculta até então.
Ele,  com um sorriso de felicidade inegável, nem se move mas balbucia..."A lua como plano de fundo e as estrelas pra iluminar feéricamente o abraço apertado."
A sai volta para seu lugar.
Ela, com a face em fogo, ajeita os cabelos, morde os lábios, respira fundo.
Nesse momento ele teme, não sabe o que mas teme. Agitado pega o maço de cigarros e estende...
ela pega não o maço,
mas a mas mão estendida,  surpreendendo diz:
Vem, vamos fumar longe daqui enquanto me fala o restante de seus versos.
Ainda com a visão do paraíso eternizada em si...
não exita, 
segura a mão estendia 
e se deixa conduzir.
Mas ela ainda diz antes de seguirem adiante:
 Repete por favor?
Ele quase como se aguardasse diz:

"A lua como plano de fundo e as estrelas pra iluminar feéricamente a praia.
Em um abraço bem apertado.
Um olhar mais que profundo, que diria tudo que tentava, mas não conseguia expressar.
"Quero vê-la sorrir com os olhos."
Ela sorri não somente com os olhos que para ele reluzem como as estrelas;
mas também com alma que nesse momento se mostra transparente feito cristal...
Ela satisfeita diz: Agora sim, vamos.
E simplesmente vão 
sorridentes.
Catiaho Reflexo d'Alma entre sonhos e delírios 01.25 de 17 de novembro de 2010
17 de nov de 2010

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Sou uma Mulher Poeta feliz e realizada em todas as escolhas que fiz para minha vida e Começo essa nova semana de setembro Agradecendo e Honrando Publicamente a Oficial Academia Tijuquense de Letras/SC.




Pelo trabalho que vem realizando na Literatura Brasileira tanto dentro do Estado de Santa Catarina quanto em todo Brasil.
Em Santa Catarina e na Cidade de Tijucas, o trabalho da Academia se desenvolve entre Seus Acadêmicos se fazendo  presente através deles desde os trabalhos executados na sede da Academia, passando por todo trabalho literário que aconteça na Cidade de Tijucas, bem como nas Cidades vizinhas; assim todo Estado de Santa Catarina e nos Estados onde escolheu como Academia ter seus representantes Correspondentes, como Eu Catiaho Alc. por exemplo,  tenho a honra de Ser. Sempre desde o primeiro momento deixei e deixo todo tempo claro a minha forma de contribuição com o trabalho legal que posso prestar a Academia e a seus Membros através de meu Serviço Assessoria Editorial como Editora Jurídica, Editora Física e Organizadora Editorial, quando busco e possibilito custos  básicos e registro de obras e demais serviços que cabem a uma editoria. Além da alegria que tenho em divulgar por onde transito o trabalho da Academia e de seus Acadêmicos.  
Nesse momento sou grata por Receber a Comenda de São Sebastião que marca a Celebração desse Momento muito Importante da Academia.
Sou Grata aos Escritores que compõem a Diretoria :
Sra  Presidente: Marileide Lonzetti
Sr. Vice Presidente Tonni Lima
Sr. 1º Secretário William  Brenuvida
Sr. 1º Tesoureiro Leandro Serpa
Sr.2º Tesoureiro Beijamim Heidemann
Peço licença em especial para citar o Sr. Escritor Tonni Lima, pelo empenho e trabalho realizado em favor da Literatura Brasileira a partir de Tijucas: ontem, hoje e sempre. Pois é figura destacada no  trabalho para ampliar a Visibilidade da Oficial Academia de Tijuquense de Letras/SC, se mostrado presente e atuante desde o início das atividades literárias sem nunca permitir que a Academia Floresça e lance suas sementes apenas, na Cidade de Tijucas e no Estado de Santa Catarina, mas se dedica  que a Academia seja respeitada e tenha seu trabalho reconhecido por todo Brasil e também no exterior.
Mais um vez ressalto estar Grata e Honrada por fazer parte como Acadêmica Correspondente do ES e agora Especialmente por receber a Comenda de São Sebastião e por fazer parte.

 Catiaho Alc/Vila Velha/ES/2016

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Diferente?

Parece que de repente não faz mais diferença a forma que viveu até aquela tarde.
 Nada diferente  na tarde em si, mas era ela.
Havia como que acabado de re nascer,
Não aquele renascer que a fé prega, onde parece que tudo que foi vivido é renegado e faz-se
 de conta que a vida começa do zero. 
Era como se tivesse tido uma oportunidade se seguir outro caminho, um que  podia só agora 
escolher.
As responsabilidades antigas, bem como o compromisso com tratados antes fechados, 
foram deliberadamente desconsiderados. a cabeça erguida, o ombro ereto, o peito e as
 nádegas no seu devido lugar,  davam um novo sentido ao termo "seguir em frente"
Achou engraçado não ter mais medo de errar, nem a necessidade de acertar.
Também era fato que não havia mais certo nem errado...
Catiaho Alc.
Reflexo d' Alma (...)2312 0309010